24 outubro 2011

Hiper-realismo de István Sandorfi

Istvan Sandorfi nasceu em Budapeste em 1948 e morreu em 2007. Parece colagem fotográfica mas não: ele criou trabalhos à base de óleo que tem um estilo impressionista de pintura surreal. O resultado é algo tão realista que poderia jurar que ele foi criado através de manipulação digital.




Sandorfi diz: "Esse retorno ao figurativo é um retorno às origens, um retorno aos fundamentos da pintura. Para sobreviver, toda atividade necessita pontualmente se renovar bebendo em suas fontes. É uma reação de sobrevivência numa época em que a arte está estrangulada por uma cultura de especulação. A abstração é um desvio da arte figurativa, com o próprio termo "abstração" vindo de "abstrair". O objetivo é apagar o componente essencial da pintura, que é a representação, deixando a figura de lado para alegadamente poder veicular o espírito do artista. Só que esse espírito não pode ser representado adequadamente se o artista não tem a figura para lhe sugerir algo. Mas é mais fácil ser um bom pintor abstrato que um mau pintor figurativo.
O figurativismo exige rigor, uma certa humildade e uma grande concentração, características desagradáveis para o pintor tomado pela pretensão. Os pintores verdadeiramente figurativos são raros, e isso se deve sem dúvida a esse interesse ter sido transportado para a fotografia, elevada a arte. Vai haver um desvio para a fotografia abstrata? A abstração não é uma coisa nova e não é uma invenção contemporânea. Uma paleta é uma pintura abstrata, até um rolo de papel higiênico pode ser pintura abstrata. A única novidade da nossa época é fazer a abstração passar por arte."




Postar um comentário